¿Cuál es tu Santuario? ¡Encuéntralo Aquí !

Santuário Tabor Fundamento de Schoenstatt no Brasil

De Wikischoenstatt
Saltar a: navegación, buscar

O Santuário Tabor Fundamento de Schoenstatt no Brasil é o santuário da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, de Jacarezinho, Paraná. O Santuário pertence ao Movimento Apostólico Internacional de Schoenstatt, e foi inaugurado em 18 de outubro de 2008. Sendo um dos 195 santuários do mundo e o 22° (de 22) do Brasil, ali Maria oferece especialmente a graça do abrigo espiritual, da transformação interior e da frutuosidade no apostolado.


História[editar]

Chegada das Irmãs de Maria de Schoenstatt no Brasil[editar]

Jacarezinho foi a primeira cidade a acolher as 12 pioneiras Irmãs de Maria de Schoenstatt, em 12/06/1935. Lá, Instalaram-se no Colégio Cristo Rei, pertencente aos Padres Palotinos. No primeiro 18 de outubro daquele ano, celebraram o primeiro dia da Aliança em terras brasileiras.

Nesta ocasião, tomaram um tijolo trazido de Schoenstatt por Ir. M. Almut, que fora abençoado pelo Fundador e havia passado a noite sobre o altar do Santuário original e colocaram ao seu redor 12 velinhas acesas, simbolizando suas jovens vidas que se lançavam como pedras vivas de construção para a edificação de Schoenstatt no Brasil.

De 25 a 28 de abril de 1947 o Fundador, P. Kentenich visitou Jacarezinho. Nesta sua visita destacou a virtude da confiança, como uma característica do “Homem Tabor”, filho da divina Providência. Em 26.04.47, em Jacarezinho ele falou: “Se, ... o Bom Deus quiser construir uma Catedral, se a Mãe de Deus quiser revelar suas glórias, Ela cuidará... Confiança... confiança... esta é a nossa parte”.

Dias antes, em Londrina ele definiu o Ideal Tabor, como missão para o Brasil. Neste ano, em 7 de setembro, houve o lançamento da Pedra Fundamental do primeiro Santuário do Brasil, em Santa Maria.

Até o ano de 1974 as Irmãs de Maria permaneceram a serviço, no Colégio Cristo Rei. A última Irmã a residir ali foi Ir. M. Lucila. As Irmãs em Ribeirão Claro, cidade próxima de Jacarezinho, continuaram a contribuir para o Capital de Graças da MTA, com o objetivo de edificar um trono de graças na Diocese.

A ideia de construir o Santuário de Jacarezinho[editar]

Nos anos de 1990, o Bispo diocesano de Jacarezinho, D. Conrado Walter, SAC, manifestou o desejo de construir um Santuário da Mãe Três Vezes Admirável na Diocese. A partir daí as Irmãs residentes em Ribeirão Claro se empenharam por implantar a Campanha da Mãe Peregrina nas famílias, a fim de tornar a Mãe e Rainha de Schoenstatt conhecida pelo povo e criar vida em torno do futuro Santuário. Com este objetivo, no ano de 1994, as Irmãs de Maria retornaram a Jacarezinho, assumindo a coordenação diocesana da Campanha da Mãe Peregrina e a catequese na Catedral Diocesana.

No mesmo ano, Ir M. Ane deu palestras para os seminaristas do Seminário Maior “Divino Mestre”, onde seria entronizada a imagem da MTA numa capelinha do Seminário. Surgia ali o “Grupo Semente”, vários seminaristas receberam orientação das Irmãs e dos Padres de Schoenstatt. No dia 18 de novembro de 1996,18 seminaristas como primeiro grupo do Seminário, selaram a Aliança de Amor com a MTA. Destes jovens, muitos permaneceram fiéis à Mãe. As sementes continuam germinando e dando frutos em seu apostolado, como sacerdotes ou leigos, a serviço da Igreja de Cristo.

São eles, hoje:

Pe. Antônio Carlos Pinheiro, Pe. Celso Miqueli, Pe. César Augusto Garcia, Pe. Claudinei Antônio, Pe. Emerson Sandro de Azevedo, Pe. Ivan Pedro, Pe. João Ademir Pereira, Pe. José Hédio dos Santos, Pe. Lourival Valério, Pe. Luciano Aparecido dos Santos, Pe. Marcos Campos, Pe. Marcos Maciel, Pe. José Aparecido Cassiano, Pe. Rogelio Destefani, Pe. Rosinei Tonietti, Pe. Rubens Batista, Pe. Rui Jorge da Rosa, também Luiz Aparecido dos Santos que não se tornou sacerdote.

A escolha do terreno[editar]

Dom Conrado Walter, o então Bispo diocesano de Jacarezinho, colocou à disposição alguns terrenos para a construção do Santuário. Depois de algumas visitas, foi escolhido o terreno que se encontra na Paróquia São José Operário, na Vila Setti. Portanto, no início de outubro de 1997, Irmã M. Reginita, então Superiora Provincial das Irmãs de Maria da Província Schoenstatt -Tabor, Irmã M. Jacinta e algumas Irmãs da Filial de Ribeirão Claro, juntamente com Dom Conrado Walter, o Pe. Rui Jorge da Rosa e o Sr. Roberto Ferreira, administrador na Cúria diocesana definiram aquele terreno para o futuro Santuário.

Essa escolha foi fundamentada em ser o terreno mais bonito que agradou a todos, por sua posição geográfica, pela mata nativa e a linha do trem, por onde passaram as 12 pioneiras e até o P. Kentenich. Felizes com esta escolha, aí rezaram a oração do Confio e enterraram uma medalha da MTA, para que a Mãe e Rainha tomasse realmente posse deste terreno.

A primeira missa[editar]

A primeira Missa, celebrada no futuro local do Santuário foi às 15 hs do dia 28 de junho de 1998, preparada com uma peregrinação a pé, partindo da Paróquia de São José. Neste dia ergueram no terreno uma cruz e um altar para a celebração. Para o 18 de outubro de l998 conquistaram espiritual e materialmente a ermida da MTA no terreno. Tudo devia lembrar as palavras às Pioneiras: "Levem a cruz e o Santuário!".

A missão do Santuário[editar]

No dia 30 de novembro de 2003, na presença de Ir. Inácia Beti, foi definida a missão do Santuário, tendo presentes todos os representantes da Campanha e do movimento. Fundamentação:

- A partir da história do Ato do tijolo em 18 de outubro de 1935

- A confiança vitoriosa das Pioneiras no MPHC,

- Nas contribuições ao Capital de Graças

Foi definida a missão do Santuário de Jacarezinho: “TABOR - FUNDAMENTO DE SCHOENSTATT NO BRASIL”.

Hoje podemos dizer ao Pai- Fundador, contemple na terra de Santa Cruz as magnificências da Mãe e Rainha de Schoenstatt. Contemple no Brasil-Tabor, os triunfos da Senhora de Schoenstatt. Este triunfo tem sua origem no “SANTUÁRIO TABOR – FUNDAMENTO DE SCHOENSTATT NO BRASIL”.

No MPHC, as próximas gerações no espírito das Pioneiras, deverão continuar a fecundar o Capital de Graças, para que, a partir deste Tabor, o Brasil continue a revelar as magnificências de nossa MTA.

Inauguração[editar]

Com todos os preparativos, houve então a construção da capela e a grande inauguração do Santuário em 18 de outubro de 2008, em que fiéis de várias cidades vieram presenciar.

Visitas[editar]

O Santuário encontra-se aberto para visitas, sendo que nas Terças-feiras há adoração das 7h às 17h30min, encerrando com missa (Atualizado 01/02/2011).

Ligações externas[editar]